Você sabe o que deve analisar quando audita medicamentos?

Uma vez estava auditando uma conta de pronto-socorro e a paciente era adulta com diagnóstico de IVAS ( infecção das vias áreas superiores ) e foi prescrito Ondasetrona. Eu analisei os registros e nada de ter qualquer sintoma que justificasse a prescrição. Eu como enfermeira auditora pedi para o médico auditor que estava comigo dar uma olhada porque só eu que olhava as contas de Pronto Socorro. O que não é adequado. Cada profissional tem seu papel na auditoria. Ele viu e disse “ você tem razão vou fazer a glosa” (apontamento para não pagar o item). O que quero dizer com esta situação é que nós, como enfermeiros, temos o conhecimento, mas não devemos apontar glosas com divergências de indicação e posologia porque se trata de competência médica.


Então você como enfermeiro vai verificar a prescrição médica

- aprazamento

- se há duplicidade de checagem

- se a administração do medicamento foi checada e anotada (precisa dos dois – exigência do COFEN)

- se o medicamento não foi feito deve estar bolado e justificado em anotação de enfermagem

- se algum medicamento prescrito S/N foi feito deve estar anotado pela enfermagem o motivo por que foi feito ou com justificativa por parâmetros de medidas( glicemia , temperatura etc).


Auditar medicamento vai muito além de fazer cara crachá. Lembrando que checar valor deve ser atividade administrativa ou feita por sistema . É claro que o auditor precisa saber como calcula o preço do medicamento conforme tabela acordada e por isso precisa entender como usa brasíndice (ainda referência para muitas cobranças). O Auditor precisa prestar atenção também em cadastro. Ainda há muitos erros de parametrização e nós somos fundamentais para identificar isso. Por isso quando ensino a auditar peço para os alunos sempre prestarem atenção nos valores para ir memorizando e saber uma média de preço para quando aparecer algo diferente possa perceber.


Para os auditores médicos é muito importante a análise de indicação e posologia dos medicamentos. Muitos médicos têm auditado o que é de competência dos enfermeiros e antigamente isso era ainda mais comum porque havia poucos enfermeiros na auditoria, mas acredito que precisamos deixar cada um trabalhar dentro das suas competências.

Se quiser aprender mais sobre esta prática eu ofereço vários cursos e aprimoramentos É só falar comigo para que possa indicar o mais adequado.