• LRMG

Robôs e Auditores em Saúde trabalhando de forma colaborativa

Tenho lido muito a respeito de assuntos relacionados a Inteligência Artificial, e me deparei com a publicação recente da Gartner falando sobre as tecnologias emergentes.

Interessante notar que cada ano tem mudado, mas uma delas me chamou atenção.


De 2 a 5 anos teremos a Inteligência Artificial Aumentada “augmented intelligence”. Segundo Gartner esta tecnologia criará 2,9 trilhões em negócios e 6,2 bilhões de horas de produtividade no trabalho global.  (1)



Interessante citar uma pesquisa da empresa de consultoria PwC em que diz que no início da década de 2030, um terço de todos os trabalhos pode ser convertido em software, robôs e máquinas autônomas. (2) Estamos falando de 11 anos, mas muitos trabalhos já estão sofrendo esta transformação.

Outro estudo da PwC relata que  52% dos CEOs do mundo todo já estão explorando os benefícios de máquinas e humanos trabalhando juntos. (3)


Mas do que se trata a Inteligência Artificial Aumentada ?


Segundo Gartner


“ é quando a Inteligência Artificial  trabalha junto com o ser humano para aumentar a sua performance cognitiva, que inclui aprendizado, tomada de decisão e novas experiências." (1)


E  uma definição mais clara 


" Trata-se de ajudar os humanos a se tornarem mais rápidos e inteligentes nas tarefas que estão executando." (4)


Interessante notar que temos várias iniciativas tanto por parte de empresas quanto por parte da academia para aprimorar cada vez mais a IA, mas cada vez mais percebo que são iniciativas separadas e muitas vezes encontro os dois fazendo as mesmas coisas e muitas vezes começando do zero quando poderiam aproveitar o trabalho um do outro.

Na área de Auditoria em Saúde, a IA já está sendo usada e com certeza a partir do ano que vem esta nova forma de IA “aumentada” já estará rodando em alguns hospitais e operadoras de saúde. Sim ! Esta realidade não está distante, como muitos devem estar pensando agora.

É fato que para muitos lugares do Brasil, ainda vai demorar muito a chegar. 

O que isso significa? Que muitas análises serão feitas por IA e em casos pontuais o profissional auditor estará “olhando” para o que é mais importante em termos de assistência e custos e trabalhando juntos com os robôs para levar a auditoria para outro nível, com um olhar mais focado e de mais qualidade.

Isso quer dizer que usando este tipo de tecnologia vamos buscar por mais eficiência nas nossas atividades, gerar melhores resultados, aproveitar o melhor de cada um.


Com o uso desta IA, o trabalho exigido dos profissionais deverá ser cada vez mais qualificado.


O que tenho me perguntando ultimamente é quem serão de verdade os auditores (perfil comportamental e técnico) que vão trabalhar junto com este tipo de robô? Isto com certeza é um grande desafio. Mas um fato é certo: o auditor precisará ser cada vez mais qualificado.


Referências:


1- Top Trends on the Gartner Hype Cycle for Artificial Intelligence, 2019. Disponível em : https://www.gartner.com/smarterwithgartner/top-trends-on-the-gartner-hype-cycle-for-artificial-intelligence-2019/

2- Will robots really steal our jobs? Disponível em  https://www.pwc.com/hu/hu/kiadvanyok/assets/pdf/impact_of_automation_on_jobs.pdf

3- What do CEOs know about the future? Disponível em : https://www.pwc.com/gx/en/ceo-survey/2019/report/pwc-22nd-annual-global-ceo-survey.pdf

4- What is the difference between artificial and augmented intelligence? Disponível em : https://bdtechtalks.com/2017/12/04/what-is-the-difference-between-ai-and-augmented-intelligence/

Esquema-site-Cor.png
  • whatsapp LRMG
  • Facebook
  • Youtube
  • Instagram
  • Linkedin
  • Futuro-da-auditoria